23 de fevereiro de 2013

6

Imagine louis tomlinson cap 5


NOBODY'S PERFECT


Louis: isso....- foi se aproximando, seus olhos  seguindo os meus...

Eu: você quer levar outro tapa?-disse me afastando dele.- se você acha que eu sou essas piriguetes. Você tá muito enganado meu querido. E pra sua informação eu já lutei todos os tipos de artes marcias então eu sei como me defender de garotos do seu tipo.- eu menti eu não sei nada de lutas ou artes marciais, mas eu tinha que deixar ele com medo. - só um aviso

Louis: ta bom eu não faço nada. Mas vamos ver até quando você aguentar. - me levantei e fui até a porta,girei a massaneta só que não queria abrir.

Eu: louis nao quer abrir! Ta trancada!

Louis: usa um dos seus golpes derrepente abre.- ele debochou.

Eu: eu to falando sério agente ta trancado.

Louis: eu sei. A porta só vai se abrir quando agente terminar de escrever.

Eu: o queee? Você tá me dizendo que essas trancas são eletrônicas?

Louis: exatamente.

Eu: então onde você conseguiu aquela cadeira?

Louis: eu abri a porta ué.

Eu: então abre.

Louis: desculpa mas isso nao sera possivel.

Eu: por que?

Louis: ja passaram das 6 hs. Entao as portas fecham automaticamente e só abrem por fora com uma chave que só o diretor tem. E se eu não me engano, a essa hora o nosso querido diretor esta em casa tomando chá.

Eu: e se eu precisar ir no banheiro?

Louis: aquela portinha ali.

Eu: como sabe disso tudo?

Louis: digamos que eu ja fiquei trancado algumas vezes.

Eu: meu deus eu não to acreditando que vou ter que ficar aqui ate amanhã. E por sua culpa louis!

Louis: admita você está adorando ficar trancada aqui comigo.

Eu: você é ridiculo. - eu estava abrindo todos os armários que tinha naquela sala, havia até uma geladeira. mas nao tinha nenhum marcador, só alguns mantimentos. Achei uma pacote de batatinhas, eu estava morta de fome. Peguei e fiquei deitada na mesa comendo o louis estava do outro lado da sala mechendo no celular.

Ligaçao on

Eu: oi pai?

Pai: oi filha por que ta demorando?

Eu: então pai a professora passou um trabalho em grupo gigante então eu to aqui na casa de uma amiga acho que não vai dar pra ir hoje mas amanha eu vou direto pra escola tá?

Pai: tá, tome cuidado.

Eu: ta pai. Tchau.

Ligação off


Louis: mentindo pro seu pai né?

Eu: ele iria adorar saber que eu estou presa numa sala com um garoto de 19 anos que me agarrou por que nos brigamos.

Louis: esqueceu de falar que ele tem olhos lindos e senso de humor inigualável.

Eu: convencido. - ele veio até a mesa.

Louis: chega pra lá!

Eu: eei eu tô aqui primeiro!

Louis: mas eu quero deitar tambem!

Eu: deita no châo!

Louis: nada disso! Anda chega pra lá! - dei espaço pra ele deitar. - obrigado.

Eu: eu te odeio! Agora eu vou ter que dormir nessa sala gelada por causa de você!

Louis: você é muito chata!

Eu: e você é ridiculo! - me virei para o lado oposto do dele.- e se mantenha afastado de mim!

Louis: - ele se aproximou juntando meu corpo no dele e sussurou perto do meu ouvido.- não sei isso será possível.- ele não desiste né? Dei uma cotuvelada com toda a força que eu podia na barriga dele. - aaah.- ele gemeu de dor depois que caiu da mesa. E ficou um tempo no chão com a mão sobre a barriga.

Eu: ai meu deus louis machucou?

Louis: claro né! Voce me deu uma cotuvelada!

Eu: desculpa louis.

Louis: ta doendo muuuito!

Eu: pera ai. - fui na geladeira e peguei alguns cubos de gelo.  - tira a camisa.

Louis: não vou deixar você abusar de mim!

Eu: para de bobagem garoto. - ajudei ele a tirar a camisa, meu deus que abdomem é esse? Coloquei a bolsa térmica em cima. - pronto. Desculpa mesmo mas você não me deu escolha.

Louis: só se você prometer nao me xingar mais.

Eu: ta bom

Louis: então ta desculpada.

Eu: você joga futebol né?

Louis: sim eu adoro jogar futebol.

Eu: legal....

Louis: você não parece um homem, seu copo é bem feminino.

Eu: você está reparando no meu corpo?

Louis: bom....  é...... todo homem olha você devia ser acostumada com isso.

Eu: acho ja ta bom. - disse me referindo ao abdomen dele. E tirei a bolsa termica. E deixei no chão, me deitei do lado dele e fiquei encarando o teto.

Louis: acho que eu te devo agradecimento. - ele disse e eu olhei pra ele. E ele fitava minha boca. E eu prestava atençao em seu olhar. Ele se virou ficando em cima de mim. Realmente eu estava hipnotizada pelo seu olhar. Ele foi se aproximando e quando chegou bem perto dos meus lábios ele parou.- obrigado por cuidar de mim.- sussurrou e me beijou, ele preecionava minha cintura. Eu puxava ele mais pra perto, o beijo ficava cada vez mais intenso. Mas.... pera o que eu tô fazendo?

Eu: pera, pera louis.

Louis: que foi?

Eu: você tá muito apressado.

Louis: você não quer?

Eu: não.

Louis: pensei que você sentisse alguma coisa?

Eu: sim mas eu não vou fazer "amor" (porque sexo é feio rsrs) com todos os caras que eu me sentisse atraida.

Louis: tudo bem ...

Eu: promete que não vai tentar nada?

Louis: prometo. - ele me selou. Levantou e pegou o casaco dele e nos cobriu. Só que não tava adiantando.- isso só funciona se agente ficar bem perto um do outro. - eu me ajeitei nos braços dele e eu dormi.
Continua......
Comentem minhas cupcakes e quem nao votou ainda vota lá agente ja ta em segundo lugar e eu tenho certeza que no blog tem leitoras suficientes pra ganhar essa enquete
Esta aqui nesse blog
Votem em ( DIRECTIONER TRUE - VITÓRIA)

6 comentários:

  1. Adorei o capítulo, tá muito bom!
    Pode deixar que a gente vai votar bastante viu!
    Você vai ficar em primeiro e com uma mega vantagem!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  2. Hey, tem uma tag pra você lá no meu blog!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Ameiiiii vou vota muito em

    ResponderExcluir

ai dentro existe um mundo de possibilidades, só basta imaginar...