11 de março de 2013

2

imagine louis tomlinson cap 8

Nobody's Perfect





Eu: Eu não ando por ai que nem uma pantera cor-de-rosa!- disse me exaltando.

Bianca: calma. Não precisa ficar nervosa, eu não disse nada demais.

Eu: desculpa.

Bianca: não tem problema.

Eu: eu vou indo. Já tá ficando tarde.

Bianca: eu vou com você.

Eu: não precisa. Minha casa não é tão longe.

Bianca: ta bom. - ela subiu em seu skate.- tchau.- acenou  E eu fiz o mesmo. Pus meus fones e caminhei devagar, a rua estava deserta, só alguns postes iluminando o bairro. 

-oi. - escutei bem longe acho que era por causa do fone de ouvido. tirei  os fones e olhei pro lado, e me deparei com o niall me encarando,mas da onde ele surgiu? 

eu: oi niall. Você me assustou

 Niall: desculpa não era a minha intenção, mas você estava concentrada de mais na musica e nem percebeu que eu tinha chegado.

 Eu: ta me seguindo?

 Niall: não, quer dizer.... sim. - ele estava muito confuso. 

 Eu: se decide logo. Sim ou não? 

 Niall: é que, não deu tempo da gente se conhecer ainda, então vim me apresentar. 

 Eu: ás onze e meia da noite?- questionei. 

 Niall: pois é. Bom... sou o niall. 

 Eu: prazer niall, sou (seu nome). 

 Niall: você ficou um pouco brava com o Harry né?- ele perguntou puxando assunto. 

 Eu: pois é... eu tenho um certo problema em me irritar fácil, ainda mais quando me confundem com essa luana. 

 Niall: ata, mas é fácil de diferenciar. - graças a deus uma alma que me intende. - o Harry ficou mal. 

 Eu: só porque eu disse pra ele soltar meu braço? 

 Niall: não. É que ele e a luana, estão meio que ficando, então ele achou que você era ela. Ele ta achando que a luana- fez aspas com os dedos no (luana).- não quer mais nada com ele. 

 Eu: meus pêsames pelo casal, mas depois eles se intendem. 

 Niall: é. - sorriu.- ta escutando o que? 

 Eu: only girl in the world. Quer dividir o fone?- ele balançou a cabeça afirmando. Coloquei um dos fones no ouvido dele fiquei cantarolando baixinho.- I'm gonna make you beg for it, then imma make you swallow your pride. - e niall balançava a cabeça no ritmo da musica. O fone estava no máximo então no tínhamos noção de nada que acontecia ao nosso redor. 

 -Want you to make me feel like I'm the only girl in the world
Like I'm the only one that you'll ever love
Like I'm the only one who knows your heart
Only girl in the world... - cantamos juntos bem alto, acho que até alto demais. Porque vi uma luz acender e logo depois aparecer uma senhora na janela, pra saber, oque estava acontecendo. Mas nem demos muita importância continuamos a cantar péssima mente a música pelas ruas de Londres.  A musica tinha acabado e pulado pra uma mais calma. 

 Niall: então, o que você gosta de fazer (seu nome)? 

 Eu: tantas coisas... ler, escutar musica, ver tv, e comer.... 

 Niall: toca ai.- ele levantou um pouco a mão e nos fizemos um toque. 

 Eu: e você? 

 Niall: eu gosto de tocar violão, as vezes faço shows particulares pro meu chuveiro , e comer. - eu ri do " faço shows particulares pro meu chuveiro." Chegamos até minha casa, parei na calçada. - chegamos.- ele disse tirando o fone do ouvido e me entregando. 

 Eu: obrigado pro ter me acompanhado. 

 Niall: o prazer foi meu. - ele me abraçou, não sou muito de dar abraços, mas o dele era tão bom. - tchau. 

 Eu: tchau. - entrei em casa e meu pai estava roncando no sofá com a televisão ligada.- pai acorda. 

 Pai: eu to acordado. 

 Eu: desisto. - subi pro meu quarto tomei um banho e coloquei um pijama. Me deitei na cama e dormi, eu estava exausta, então logo "capotei". 

 -triiiiiiiiiiiim. 

 Eu: despertador idiota!- disse sonolenta. Levantei quase caindo, liguei o chuveiro e fiquei la de molho até acordar por completo, terminei de fazer minha higiene e vesti essa roupa




 Desci, e tomei um café reforçado, sai de casa, e vi niall encostado numa árvore que ficava em frente a minha casa. 

 Eu: niall?

 Niall: oi (seu nome), eu vim te levar pra escola, quer dizer vim te acompanhar, porque não tenho nenhum meio de trasporte pra levar agente. Então vamos? 

 Eu: ta. 

 Niall: quer dividir o fone? 

 Eu: sim. - ele colocou o fone no meu ouvido, fomos ouvindo "use somebody", ás vezes cantávamos uns pedaços, e chamava atenção das pessoas que passavam pela rua.

- oi (seu nome). - bianca disse alegre. - oi niall. - ela ficou um pouco tímida

Eu: oi bianca 

Niall: oi.- ele sorriu tão cute que deu vontade de apertar as bochechas. Tenho duas certezas. Primeiro: bianca gosta do niall. Segundo: niall gosta da bianca. Mas os dois "inteligentes" são tímidos de mais pra falar. Esses londrinos adoram complicar as coisas, apesar que, a bianca me disse que o niall é irlandês.  irlanda é a terra dos duendes, e duendes são complicados, raciocina comigo, eles tem um pote de ouro no fim do arco-iris e não gastam com nada. Mas...... o que isso tem a ver com bianca e niall? Acho que eu sou mais complicada que os duendes. Mudando de assunto... se ninguém der um empurrãozinho eles não saem disso. E esse ninguém por um acaso se chama (seu nome completo). 

 Eu: vamos sair algum dia desses. Pode ser sábado no starbucks? 

 Niall: pra mim ta ótimo. 

 Bianca: pra mim também.

eu: gente pera ai que eu vou falar com meu clone. - deixei o "casalzinho tímido" sozinho. fui até luana, ela tava conversando com a tal amiga dela a Carla. - oi luana, é eu tenho que falar com você. 

luana: pera ai carla. já volto. - ele se distanciou um pouco. 

eu: então.... o resultado saiu?

luana: saiu. - ela abaixou a cabeça. 

eu: diz logo criatura

luana: agente é irmã. - a voz dela saiu baixa. meu deu um frio na barriga, uma coisa ruim, por que ele mentiu pra mim esses anos todos? eu podia ter uma mãe, mas ele me privou disso. - você não ta feliz?

eu: cadê o papel? - eu tentava manter a calma, tava tentando não chorar ali na frente de todo mundo. 

luana: ma-mas. 

eu: pelo amor de deus deixa eu ver esse papel, antes que eu faça alguma merda. minha cabeça estava inclinada pra cima, a fim das lágrimas não caírem. ela abriu a bolsa e pegou um envelope branco. eu o abri o papel que dizia a seguinte frase:

" (seu nome completo) e Luana (o seu ultimo sobre nome) são compatíveis." 

minha respiração estava rápida, meu sangue fervia eu estava preste a explodir. 

luana: agente é irmã, você não tá feliz?- ela disse um pouco decepcionada com a minha reação

eu: eu, preciso falar com meu pai, depois agente conversa. - minha voz saia falhada, eu estava numa briga com minhas lágrimas que teimavam em cair. sai da escola e andei até em casa. por que ele mentiu? e por que ela nunca me procurou? essas preguntas me atormentavam. abri a porta e bati com força, meu pai apareceu na sala assustado. 

pai: (seu nome)! não bate a porta. 

eu: como consegue mentir tão bem?

pai: hã?

eu: não se faça de desentendido. por que mentiu pra mim esse tempo todo?

pai: do que você ta falando?

eu: eu descobri que tenho uma irmã e uma mãe, e elas estão vivas! não mortas como você disse! - eu gritava.- por que mentiu? me diz por que?

pai: o que?

eu: PARA! para de se fazer de desentendido. 

pai: filha, eu nunca menti pra você, sua mãe e sua irmã morreram no acidente. 

eu: então o que significa isso! - entreguei a ele o papel, ele leu.

pai: a luana ta vi-viva?

eu: PARA DE SE FAZER DE CONÇO!

 pai: não grita. filha eu to falando a verdade, no dia seguinte do acidente eu acordei e perguntei pra enfermeira onde estavam vocês, só que ela me disse que a minha esposa e um da gêmeas tinham morrido. foi a pior notícia que eu recebi em toda a minha vida. 

eu: então como elas vieram parar em Londres?  como se elas estavam mortas?!

pai: eu também não sei. -  abri a porta e sai. - onde você vai?

eu: me deixa sozinha por favor. - andei até o campo, por sorte ele estava vazio me sentei na arquibancada e deixei as lágrimas escorrerem. Se ela tava viva, por que ela foi embora e levou a Luana junto? Eu sera era tão insuportável quando criança que minha mãe me deixou? 

 - (seu nome)?- enxuguei minhas lágrimas. 

 Eu: oi. - minha voz estava anasalada 

Niall: o que aconteceu?- ele sentou do meu lado. 

 Eu: nada.- balancei a cabeça negativamente. 

 Niall: se não fosse nada, você não estaria chorando. Fala o que ouve? 

 Eu: nada niall. Isso é pessoal. 

 Niall: (seu nome) confia em mim, eu não vou falar nada pra ninguém. Se você me contar o seu segredo eu te conto o meu. 

 Eu: ta. Eu sou irmã da Luana. 

 Niall: como assim? 

 Eu: nós somos gêmeas  quando nos éramos muito pequenas, minha família sofreu um acidente de carro. Mas a enfermeira disse que minha mãe e minha irma não tinham sobrevivido. Só que elas estão bem vivas, por algum motivo minha mãe largou eu e meu pai, e foi embora com a luana. 

 Niall: nossa, que triste (seu nome). E o seu pai sabia? 

 Eu: não, ele não sabia. - voltei a chorar e recebi um abraço inesperado de niall, acho que era isso que eu tava precisando, só um abraço. - agora me conta um segredo seu.- o encarei, ele coçou a cabeça meio inseguro. 

 Niall: promete que não vai contar pra ninguém? 

 Eu: sim 

 Niall: eu quebrei o vaso preferido E minha mãe. 

 Eu: ah niall! Esse não vale. 

 Niall: é um segredo mortal! Se a dona Maura descobrir, ela me mata. 

 Eu: eu não quero saber sobre vasos, eu quero saber outra coisa.- pensei.- você gosta da Bianca? 

 Niall: nã... 

 Eu: não vale mentir.-interrompi.- 

 Niall: sim.- ele disse tao baixo que saiu quase num sussurro. Mas como não havia barulho algum no campo eu consegui entender. - promete que não vai contar pra ela? 

 Eu: prometo. -avistei alguns meninos entrando no campo. Acho que vieram treinar. - gosta de futebol? 

 Niall: sim. De vez em quando eu jogo. 

-NIALL VEM JOGAR! -louis berrava. 

 Niall: não to afim! 

 Louis: VEM CARA. SÓ FALTA UM. 

 Eu: vai lá. E faz um gol pra mim. 

 Niall: ta.- ele deixou a mochila em do me lado, me deu beijo na bochecha, e desceu. Eu não sou muito acostumada ter amizades com meninos, mas niall é diferente. A dona maura criou bem o filho. Fiquei prestando atenção no jogo. Quer dizer, no camisa 17. O niall tinha acabado de fazer um lindo gol. - pra você. - eu não escutei, mas consegui entender por leitura labial. 

 Eu: OBRIGADO! - gritei. 

 [...]

 Niall: tem um garoto soado e fedorento querendo te abraçar. - ele chegou de braços abertos. 

 Eu: não ouse. 

 Niall: eu vou te abraçar! - ele começou a correr atrás de mim, já tínhamos dado varias voltas ao redor do campo, e eu já estava exausta. - te peguei! - ele me abraçou tao forte, que eu precisaria de no minimo 3 banhos pra tirar todo aquele fedor. 

 Eu: niall! - protestei. - agora vou ter que jogar minha blusa fora. 

Niall: eu nem to fedendo tanto. 

 Eu: imagina.- ironizei, eu estava morrendo de calor com aquela blusa, tirei e fiquei só com uma regata que eu estava por baixo. Niall pegou sua mochila e me acompanhou até em casa. - tchau. 

Niall: tchau. - entrei em casa. 

 Pai: filha? 

 Eu: oi. 

 Pai: onde você estava? 

 Eu: pensando um pouco. 

 Você off 

 Louis on 

 Harry: Luana! - harry gritou. 

 Niall: harry ela não é a luana. É a (seu nome) a aluna nova. 

 Harry: não ela é a luana. - teimou.- luana! - mas a (seu nome) nem deu importância. Ele saiu atrás dela, e depois voltou meio desapontado. 

 Liam: que foi harry? 

 Harry: sei lá ta estranha parece que nem me conhece. 

 Niall: como ela poderia te conhecer, se nunca se falaram? Eu disse que ela não é a luana mas, você não acredita. - ele disse logo depois de tomar um gole do seu suco. - eu já vou, até amanhã. - ele deixou o dinheiro em cima da mesa e saiu. 

 Harry: sera que era mesmo essa tal de (seu nome) mesmo? Ela era tao parecida. 

 Eu (louis): ta tão gamado que ate confundiu ela com os outros. 

Harry: haha, você é tão engraçado louis.- ele ironizou. 

eu: eu vou indo.- levantei, e fui embora. - oi mãe. Oi lottie. 

 Pai: já chegou né! - meu pai disse descendo a escada. 

 eu: oi. 

 Pai: onde você tava?

eu: não tenho que te dar satisfações de tudo que eu faço. 

 Pai: eu sou seu pai e tenho que saber. 

 Lottie: vai começar de novo.- ela levantou e foi pro quarto. 

 Eu: eu não quero discutir,  Então não me provoca. - fui pro meu quarto. Tomei um banho, e fui dormir. 

 - louis acorda! - lottie me balançava de um lado pro outro 

 Eu: que foi? 

 Lottie: você tem que ir pra escola. 

 Eu: ta. - levantei, fiz minha higiene e fui pra escola. Cheguei na escola e vi o zayn e o liam, fui falar com eles. E quando olhei pro lado eu vi a (seu nome) e o niall chegando juntos. Mas, o niall nem conhece ela, não que eu saiba. Eles pareciam felizes, eu achava que ele era afim da bianca, mas pelo visto eu tenho um amigo fura olho, como assim fura olho louis? Você não tem nada com ela. - disse pra mim mesmo.- Vi a (seu nome) sair da escola nervosa logo depois que falou com a Luana. Deu vontade de perguntar a Lua o que tava acontecendo mas, eu me controlei. Fomos pra sala, niall não prestava nem um pouco de atenção na aula, parecia que ele estava em marte. O sinal do intervalo tinha tocado, fiquei batendo papo com o harry, e quando voltamos pra sala o niall não tava lá parece que ele foi embora mais cedo. A aula tinha acabado e como de costume agente foi pro campo treinar, e vejo niall a (seu nome) sentados na arquibancada sozinhos, ele tava com o braço em volta do pescoço dela. Foi estranho ver aquilo, só senti meu coração acelerar um pouco. Tava faltando um jogador no meu time, dava muito bem pra gente jogar com um a menos mas, eu to afim de estragar a alegria do casalzinho. 

 Eu: NIALL VEM JOGAR!- gritei 

 Niall: não to afim! 

 Eu: VEM CARA. SÓ FALTA UM!- vi ela falar alguma coisa,e logo ele veio. - ta ficando com a (seu nome)? 

 Niall: ficou louco louis? Agente é só amigo. E você sabe muito bem de quem eu gosto. 

 Eu: ata. - que alivio. O treino tinha acabado os dois ficaram correndo pelo gramado. acho que tá rolando alguma coisa e o niall não quer me contar. 

louis off

você on

pai: filha, como é a sua irmã. 

você: igual a mim só que toda rosa. 

pai: eu queria ter acompanhado a infância dela. leva- lá pra escola, comprar presentes dar carinho. 

você: ela ia adorar ter você como pai. - eu o abracei .

pai: parece que não é verdade. 

você: pra mim também é muito surreal. 

pai: eu quero conhece-la, mas tenho medo dela não gostar de mim. 

você: ela vai gostar. pai? 

pai: oi

você: você ainda gosta da mamãe?

pai: até hoje eu amava mas depois disso eu não sei mas de nada. 

você: tem o que pra comer?- mudei de assusto , o clima tava tenso demais

pai: eu fiz brigadeiro. 

você: ebaaaa. 

 Continua.


desculpa a demora gente. 


comentem 


amanhã posto o do zayn bjs

2 comentários:

  1. quando vc vai postar o do zayn?

    ResponderExcluir
  2. Posta o de zaynnnnn ahhhhhh to doida ja amr

    ResponderExcluir

ai dentro existe um mundo de possibilidades, só basta imaginar...